On Tour: Barcelos

Mais um jogo do Belém a dia de semana que não poderia deixar de contar com a presença da Furia Azul, foram duas dezenas os pasteis que saíram de Lisboa, e os trinta os que ocuparam os lugares na bancada.

O jogo marcado para o municipal de Barcelos, fazia-nos ir a terras de grande amigos, tanto os locais como os vizinhos. Com os dias que antecederam a viagem a serem animados em convites de grande hospitalidade, foi com alguma curiosidade que se fizeram os 404 quilómetros que separam a capital Belém daquela aldeia minhota.

Viagem animada q.b. para cima, com os inevitáveis líquidos para aliviar as gargantas secas, até porque "não tem água, não tem água" até se chegar ao destino, onde um ultra furioso nos aguardava e filmava calmamente a nossa chegada. O frenesim por parte do staff barcelense era mais que óbvio, tendo ficado bem patente quando uma ultra desesperada por aliviar a bexiga se dirige com um spooter aos wc's do estádio e lhe é negada a entrada até que o policia se identifica como tal e lhe é concedido o transito, mas com a advertência de que se dessem pressa porque "eles vêem aí!!" (esses eles, era a Furia Azul. Que bonito é o respeito...)

Era hora de entrar no estádio e lá o fizemos e nos instalamos calmamente quando decorriam os primeiros segundos do encontro.


Em dia de feriado na aldeia (compreensível pois iam receber um clube histórico do futebol mundial) a claque visitada esteve em bom plano a gritar pelo Belém, de certo que seriam um bom grupo se se mantivessem juntos mais algum jogo e logo que as cordas vocais engrossem após transporem a puberdade. A Furia reagia sempre que se impunha com alto volume decibelico, provocando o assobio por todo o estádio na tentativa desesperada de não nos fazerem ouvir (um conselho ultra: cantem mais alto!!), que não surtia muito efeito.


No relvado as duas equipas encaixavam uma na outra, estando o adversário teoricamente mais confortável, pois ao Belenenses apenas a vitoria servia.

Num jogo muito disputado a meio campo, parecia ser o Belenenses a equipa mais madura, sem contudo criar evidentes sinais de perigo. Á excepção do lance de Wender no fim da primeira parte, a que respondeu o adversário também com uma jogada de perigo.
Tempo de intervalo onde a força de segurança aproveitaria para fazer uma revista ao bus furioso, parece que lá queriam encontrar um carregamento de estupefacientes...

Inicio do segundo tempo com o golo do Belenenses, ou melhor, do adversário! Festa azul no campo e na bancada com os jogadores a festejarem para a mesma. Estava feito o um zero para o Belém, resultado que se iria manter ate final do jogo. No campo o Belenenses dominava e podia ate ter tentado fazer o segundo, houvesse um pouco mais de ousadia no remate.

A Furia ia crescendo á medida que o tempo passava e Belém ia sendo o som dominante cada vez mais e mais.

Fim do jogo. Hora de regressar á capital. Saída calma do estádio onde se observou um pequena comitiva que supostamente queria saudar a Furia Azul, mas que desmobilizou ás primeiras palavras dos agentes. Talvez noutra ocasião dê para ir jantar..

Viagem de retorno com a boa disposição a que o resultado do jogo obrigava até saber-se que...o padre de Beja vota CDU!!! Foi o descalabro que despoletou inúmeras discussões sobre o estado na nação bem como o futuro deste mercado global! Mas isso...isso fica para quem lá esteve! ;)
Mais uma jornada azul que correu sempre de forma bastante pacifica, de grande camaradagem e enorme orgulho. O orgulho em ser Belenenses!


Barcelos: Terra de Galos!!

9 comentários:

Anónimo disse...

terra de galos e de camponios

next!!!

Todos à Amadora !!!!

ﮎ ë M Ø g disse...

fiquei agora a saber k o galo de barcelos,baixou a crista perante um Belenenses sem presidente
É fodido cantarem de galo antes de tempo e no fim saiem a perder, temos pena ...
Mais giro k o k nos dá a vitoria é um jogador do Gil Vicente, eles sao especialistas a enterrarem-se AHAHAHAHAHA

FORÇA BELEM !!!
Seguimos em frente na Taça da Liga

Kaos Barcelense disse...

É pena que o pessoal da Fúria Azul se lembre que foi sempre bem recebido pela Kaos, mesmo quando esta não estava no Gil, pois a Fúria sempre foi e será uma claque respeitada por nós. E ontem, apesar do clima que se vive após o "caso Mateus", a Kaos iria saudar a Fúria, não fosse o aparato policial. Mas já vi que para estes lados muita gente tem memória curta. É pena.

alentejano disse...

Na viagem falou-se no bom que era ir a Barcelos, chegar horas antes e sair horas depois, estando por la nos maravilhosos repastos.
Nao é nem nunca foi vontade da Furia (pelo menos falo por mim) arranar atritos por la, mas a verdade é que houve pessoas que nao souberam distinguir o que é o clube e os seus interesses do que sao as pessoas e o que apoiam. e essas pessoas nao fomos nos. com vario temmpo de antecedencia foram feitas inumeras ameaças á nossa integridade fisica e repare-se que a Furia Azul optou por uma postura civilizada, ou poderiamos ter sido bem incorrectos nos cantigos... todos sabemos que a policia controla a net, obviamente que o aparato teria de corresponder ao de um jogo de risco. acredito ate que so por isso tenha sido televisionado...
Venha a KAOS ao Restelo e decerto que serao bem recebidos.

Anónimo disse...

Não, a memória não é curta e a Kaos será sempre bem recebida e cumprimentada pela Fúria, pelo menos pelos que têm conhecimento desta vida! A cena do Mateus não interfere nisso, para nós até são águas passadas.

Furioso

TERRACE disse...

http://faajuda84.blogspot.com/2008/10/todos-ao-accio-rosa_31.html

DIVULGUEM O VIDEO

Anónimo disse...

Deviam ter mais respeito pelos adeptos do CFB espalhados pelo país, podem não ser muitos mas existem e Barcelos não é excepção!

merces disse...

pelo o belem vale sempre a pena ir a todo o lado mas estava ca um frio vai la vai LOOOL

FORÇA BELENENSES

Fúria Azul 1984 + Belenenses Ultras disse...

Todos os Belenenses, em qualquer parte do mundo, nos merecem todo respeito.