ANDEBOL: BELENENSES PASSA AOS OITAVOS DE FINAL DA TAÇA EHF

Ao vencer hoje, novamente, os polacos do Zaglebie Lubin, desta vez por 30-26, o Belenenses assegurou a sua passagem aos oitavos de final (4ª eliminatória) da Taça EHF.

É verdade que o Belenenses já não é o que foi - a grandeza histórica do Belenenses é imensa - mas o coração Azul ainda pulsa. A Alma do Belenenses ainda está viva, ainda palpita, ainda vibra, ainda é capaz de nos levar a transcender-nos e a obter grandes vitórias, a viver momentos mágicos. Hoje, foi a prova disso mesmo!

Foi, realmente, uma tarde-noite memorável. Com um pavilhão mais bem preenchido que ontem, aproximando-se do milhar de espectadores, o Inferno Azul incinerou autenticamente a equipa polaca.

É emocionante quando se cria este ambiente no Acácio Rosa, com as bancadas dos dois lados a interagir, com toda a gente a bater palmas, com momentos como aquele último minuto, como público todo de pé e aos saltos a gritar "Belém! Belém! Belém!".

A Fúria Azul teve o seu sector muito preenchido, e esteve incansável todo o jogo, atingindo momentos verdadeiramente fantásticos, tanto na primeira como na segunda parte. Além disso, ultrapassando os obstáculos colocados pelas forças policiais, distribuiu 500 bandeiras azuis, que fizeram da entrada das equipas em campo um verdadeiro mar azul. No nosso sector, várias bandeiras de grande porte agitaram-se durante todo o jogo.

Ainda quanto ao ambiente, destaque para a locução excelente do Nuno Lopes, e as entrevistas do Luís Silva ao treinador e a jogadores.


Relativamente ao jogo em si, a nossa superioridade, hoje, nunca esteve em dúvida. De facto, estivémos sempre em vantagem e, aos 5m de jogo, quando já liderávamos por 3-1, sentia-se que a nossa vantagem de 6 golos obtida ontem era irrecuperável. A nossa equipa sentiu a sua superioridade, e os polacos parecem ter interiorizado a sua incapacidade de dar a volta à situação.

A meio da 1ª parte, a nossa vantagem passara para 8-3 e ao intervalo cifrava-se em 15-8. Exibição magnífica da nossa equipa, com momentos de grande espectáculo e uma atitude sempre irrepreensível.

Na 2ª parte, o Belenenses continuou em excelente plano e, aos 43m, a vantagem chegava a 24-16 (um total de 14 golos no total das 2 mãos).

A partir daí, João Florêncio fez descansar os mais habituais titulares (Tiago Fonseca, bastante contundido de ontem, nem chegou a jogar) e deu oportunidades aos mais jovens. Chegámos a dar-nos ao luxo de estar sem nenhum dos habituais titulares.!Até Hugo Figueira deu o seu lugar na baliza ao Guarda-Redes Júnior!

Foi apenas por isso que o adversário pôde reduzir a diferença para os 30-26 finais. Mas a verdade é que a eliminatória esteve sempre totalmente controlada. Apesar da aproximação dos polacos, o públicou continuou a empurrar a nossa equipa que, mesmo só (quase) com jovens, (3 ainda em idade de juniores), ainda assinou alguns belos momentos.

No final, tivémos, naturalmente, a grande festa da vitória!

Passámos uma equipa de grande valor europeu, Vice-Campeã e Campeã há 2 anos de um país que ficou em 3º lugar nos Jogos Olímpicos. E passámos com toda a clareza, por 10 golos de diferença, que teriam sido mais se necessário. Estamos nos 1/8 de final e, embora os adversários tendam a aumentar de valor, talvez seja possível ir mais longe. Aguardamos com expectativa o sorteio.

Para os jogadores e treinadores, vai o nosso aplauso e agradecimento!

1 comentário:

TERRACE disse...

Grande vitória, grande jogo e GRANDE PRESTAÇÃO DA FURIA NOS 2 JOGOS.

BB 1984