E.Amadora, 1 - Belenenses, 1: LADRÕES À SOLTA NA AMADORA

Que dizer de uma equipa de arbitragem (chefiado por um tal Marco Ferreira, da Madeira, hum...) que, quando o Belenenses ganhava por 1-0 e controlava o jogo, resolve inventar uma falta contra o Blenenses, e resolve atribuir essa falta não ao jogador que disputa o lance - China, evidentemente - mas sim, a Wender, exibindo-lhe um cartão amarelo que, por "acaso", sendo o segundo, leva à sua expulsão, levando o Belenenses a jogar 70m com menos um jogador?

Que dizer de uma equipa de arbitragem que com o árbitro a 3 metros do lance e o árbitro assistente a 1 metro, não sabe distinguir os jogadores?

Que dizer de uma equipa de arbitragem que, não contente com isso, resolve inventar, no início da 2ª parte, um penalty a favor do Estrela, quando o que deveria era ter punido disciplinarmente o jogador amadorense pela simulação ridícula - tão ridícula que até gente do Estrela se riu?

Que dizer de uma equipa de arbitragem de que um elemento, tendo atrás de si o nosso jogador Carciano a pedir para reentrar em campo, resolve não só não o atender, como dar-lhe uma cotovelada?

Que dizer de uma equipa de arbitragem que, tendo o Estrela distribuído lenha a torto e a direito, ficando vários jogadores nossos seriamente contundidos, resoplve amarelar os nossos jogadores por tudo e por nada (ou melhor, por nada) durante a segunda parte, levando a nossa equipa a ter que se retrair na disputa das bolas?

Vergonha? Escândalo? Nojeira? Filha da p***ce? São nomes muito suaves...
Já este ano fomos lixados em Alvalade, ao não ser expulso Postiga, por agressão sem bola, o mesmo Postiga que depois marcou fora de jogo; fomos gamados com o Paços de Ferreira, ao não ser expulso um jogador pacence e ao inventar-se um fora de jogo inexistente, quando um jogador azul ia isolado para a baliza; fomos prejudicados no jogo com o Leixões, cujo golo nasce de uma jogada faltosa, e em que o árbitro nos interrompe uma jogada de golo eminente; mas hoje, entrou-se no escalão hardcore.




Farta, enoja, revolta esta perseguição de décadas e décadas contra o Belenenses:

» Numa primeira fase, impedido-nos de conquistar mais títulos, que teriam consolidado o estatuto de maior potência futebolística de Portugal, que chegámos a ser: assim nos levaram o Campeonato de Portugal de 1926, e os Campeonatos Nacionais de 1943, 1945, 1955 e 1959.

» Numa 2ª fase, rapinando-nos as Salésias e o Restelo, enquanto davam (e dão!) tudo e mais alguma coisa a outros clubes.
» Numa 3ª fase, impedindo-nos de nos reaproximar dos "Três" que, como os Mosqueteiros, foram "quatro" durante 60-65 anos.

» Numa 4ª fase, ora tentado impedir-nos de chegar a lugares europeus (casos Mapuata e com o Nacional), ora empurrando-nos para a descida. Sim, porque quando descemos, foram anos como o do jogo em Alvalade que acabámos com 7 jogadores, o treinador expulso, e um empate sofrido no fim de penalty inventado, seguido de roubalheira contra o Porto no Restelo; foi o ano do Francisco Silva, único caso "oficialmente" provado de árbitro que recebeu dinheiro para prejudicar um clube...que era o Belenenses, da vergonha do Aloísio com o Galo, do escândalo com o Marítimo, etc, etc; foi, enfim, o ano do jogo que o benfica nos ganhou 2-1 sem marcar golos, porque uma bola não entrou, nem ficou perto disso, e o outro "golo" foi num fora de jogo de tantos quilómetros que até os jogadores encarnados se desinteressaram do lance, acrescendo, entre outras, o célebre caso do jogo de Braga, em que um corte de cabeça claríssimo foi transformado em penalty contra nós, fazendo com que empatássemos em vez de ganhar; e já nem vamos falar nos 3 penaltys que o Pedro Henriques lampião não marcou contra o seu clube, etc, etc, etc.

CHEGA DE GAMAREM O BELENENSES!

E, face a isto, que dizer mais do jogo de hoje? Apetece acrescentar pouco. Mas cá vai:

1. Bom golo de Wender após canto de Zé Pedro.
2. Empate do Estrela depois de Zé Pedro, mais uma vez infeliz-desastrado, ter desviado a bola contra a trave, sendo depois o avançado do Estrela mais rápido a concretizar que a nossa defesa a aliviar (o golo devia ter sido anulado por golo perigoso, no pontapé de bicicleta).
3. Logo a seguir, João Paulo Oliveira, completamente isolado, falha escandalosamente o nosso 2º golo. Ficou a protestar penalty. Não deve ter sido mas seguramente foi mais que o assinalado a favor do Estrela
4. Mesmo com um jogador a menos, Jaime Pacheco arriscou, e trocou um médio e um avançado (Sérgio Organista e João Paulo) por dois avançados (Roncatto e Porta)


5. Júlio César defende brilhantemente o penalty inventado a favor do E. Amadora.
6. Até aos 75m, o Belenenses superioriza-se e o 2-1 a nosso favor esteve eminente.
7. Depois, houve 10-15m de superioridade do Estrela, embora o Belenenses tivesse flagrante opotunidade, por Carciano, para fazer golo para o Belenenses
8. Os últimos instantes revelaram de novo o Belenenses na mó de cima.

Na Amadora, estiveram perto de 2.000 Belenenses (e menos de 500 adeptos do Estrela), sendo grande parte dos espectadores obrigados a entrar já com o jogo a decorrer há largos minutos, devido à inoperância da bilheteira.

A Fúria Azul teve a maior presença dos últimos anos na Amadora (apesar dos preços não ajudarem) e apoiou a nossa equipa durante todo o jogo, mostrando também a sua revolta contra a vergonhosa arbitragem. Posteriormente, por-se-á aqui foto-reportagem.

Nota final para o fim de semana 100% vitorioso das camadas jovens:

Juniores, Louletano de Évora, 2 - Belenenses, 8. Estamos em 5º lugar.
Juvenis, Barreirense, 1 - Belenenses, 2. Estamos em 1º lugar
Iniciados, Belenenses, 3 - Barreirense, 1. Estamos em 3º lugar


3 comentários:

Anónimo disse...

Já o ano passado fomos prejudicados com:

Naval - fora
Braga - Casa e Fora
Sporting - Fora
Leiria - Casa (embora ganhando)
Marítimo - Casa (super-vergonha!)
Paços Ferreira - Fora (mesmo ganhando)
Boavista - Casa
Académica - Fora
F.C.Porto - Casa e Fora
V. Setúbal -Fora

+ Paços Ferreira (Taça de Portugal)

ou seja, 13 jogos!!!

Beneficiados, só eventualmente com o V. Guimarães, pela não expulsão do Alvim.

FA 84 disse...

Tamos de parabéns a Furia e os adeptos do Belém pela invasão à reboleira, devia ser sempre assim.

Anónimo disse...

estive presente na reboleira, 2000 nao estavam com toda a certeza.

Mas muito provavelmente estariam cerca de 1300 adeptos do Belenenses, contando com a superior norte e bancada central que também estava bem preenchida